15M, Occupy Wall Street, Ocupa Brasil – Colóquio Brasil menor, Brasil vivo!

Colóquio Brasil menor, Brasil vivo!

15M, Occupy Wall Street, Ocupa Brasil

A Fundação Casa de Rui Barbosa (FCRB) e a Universidade Nômade promovem mensalmente a série de colóquios “Brasil menor, Brasil vivo!”. O segundo encontro do projeto acontece no dia 3 de maio, às 14 horas, na sala de cursos da FCRB, e
tem como tema “15M, Occupy Wall Street, Ocupa Brasil”. Participam da mesa os pesquisadores Pablo Ortellado (USP), Francisco Sierra (Universidad de Sevilla), Pedro Mendes (Universidade Nômade) e Luis Alencar (OcupaRio).

Ementa:
“A face política dos protestos de Occupy Wall Street aparece quando a pomos ao lado de outros “acampamentos” do ano em curso. Juntos, formam um ciclo emergente de lutas. Em muitos casos, as linhas de influência são claras. Occupy Wall Street inspirou-se nos acampamentos das praças centrais na Espanha, que começaram dia 15 de maio, depois da ocupação da Praça Tahrir, no Cairo, no início da primavera. (…) Se observados em conjunto, esses diferentes acampamentos de protesto – do Cairo a Atenas, Madison, Tel Aviv, Madrid e, agora, New York – manifestam uma insatisfação com as estruturas da representação política. Então oferecem o que como alternativa? O que é a “democracia real” que tantos propõem?” (Michael Hardt e Antonio Negri).

Organização:

Giuseppe Cocco (UFRJ e Universidade Nômade)

Maurício Siqueira (FCRB)

Emerson Mehry (UFRJ)

Lia Calabre (FCRB)

 Fundação Casa de Rui Barbosa – Rua São Clemente 134 – Botafogo – Sala de Cursos – Entrada Franca – Informações: 3289 8608 – www.casaderuibarbosa.gov.br

O movimento da cultura permite enxergar as novas condições gerais do trabalho e não apenas as especificidades culturais. Trata-se de apreender os direitos como condição para que a nova qualidade (cultural, comunicativa, linguística) do trabalho não se limite à fenomenologia de uma nova servidão e sim atualize seu potencial de liberdade. Com esse olhar, pretende-se mapear os desafios mais urgentes para as políticas públicas de cultura no Brasil. “BRASIL VIVO” nasceu de uma conversa com Célio Turino e é uma homenagem à sua gestão do PROGRAMA CULTURA VIVA.


Mostrar
Ocultar