Tenda

O trabalho das linhas

Por Giuseppe Cocco e Bruno Cava, UniNômade, na Revista Multitudes n.º 70 (p. 195-200) | Trad. UniNômade — — Linhas de mundialização Este artigo traça algumas linhas de reflexão sobre a mundialização e, ao mesmo tempo, esboça um projeto mais […]

A Tragédia Venezuelana: El efecto Teruggi (I): la comuna de los tramposos.

Jeudiel Martinez (Universidade de Caracas) para Uninômade Brasil “el tirano necesita las almas rotas como las almas rotas necesitan al tirano” Deleuze.   Guerra Fría. “hay que vivir en Venezuela para poder hablar”, ese es el cliché de la izquierda […]

Teoria da revolução de Álvaro García Linera: Centralização estatal e elogio da derrota

  Por Salvador Schavelzon   Resenha e ensaio crítico sobre o livro: García Linera, Álvaro. ¿Qué es Una Revolución? De la Revolución Rusa de 1917 a la revolución de nuestros tiempos. Vicepresidencia del Estado, La Paz, 2017[1].   O último […]

A Constituição do Comum – Antagonismo, Produção de Subjetividade e Crise do Capitalismo

Resenha de Barbara Szaniecki

Freed from desire: por uma primavera de greve social

Por Plateforme d’Enquêtes Militantes   A primavera de 2018 foi aberta por um novo processo de mobilização social, potencialmente importante pelo número de setores envolvidos, pela posição ocupada por alguns deles na esfera da produção, pelas questões continentais suscitadas e […]

Para Lembrar que Queremos Mais

ada mais intolerável que a execução de uma mulher negra da favela, o apagamento de sua presença pública, a interrupção de sua ascensão, que era também a ascensão de outro povoamento da política, com a irrupção de outros corpos e racionalidades que jamais couberam na mediocridade de nossa democracia. E era justamente isso que sentimos naquela noite: nossa democracia sequelada. E que não cansa de ser sequelada, mas que insiste em ser mais do que uma forma de estado: ser uma forma de movimento que só se faz quando nossos corpos se movimentam. Era este movimento que a rede mafiosa que nos governa queria estancar.

Quatro tiros em Marielle E o que eles GRITAM sobre a ferida social no Brasil

O golpe real é o que tira as vidas e as oportunidades das pessoas. A luta precisa avançar, é importante unir esforços para mais conquistas e desenvolvimento de novas lideranças e novas vozes que tragam esperança e dedicação para reanimar a tão frágil democracia brasileira.

Venezuela: Políticas del resentimiento

Foto Gregorio Terán Es sabido que los chavistas le tienen mucho resentimiento, incluso odio, a la gente que se queja de esta situación o la denuncia. Respecto a eso hay que entender algo -que aplica para casi toda la izquierda […]

Mecanismo sem maquinismos

Por Bruno Cava, UniNômade — — Crítica da série do Netflix: O mecanismo (2018) Ao concluir de um só golpe a primeira temporada, faço comentários em primeiríssima chacoalhada. Antes de qualquer coisa, é uma mistura poderosa de obra de tese […]

A crise venezuelana e anticrise da esquerda

Por Aryadne Bittencourt O compartilhamento de notícias sobre a situação dos venezuelanos, que estão na Venezuela ou que fugiram de lá, não raramente (ou quase sempre) são seguidos por contestações de pessoas que se identificam com a esquerda para redirecionar […]

Página 1 de 6912345...Última »

Mostrar
Ocultar